ÚLTIMAS NOTÍCIAS

sábado, 26 de maio de 2018

MORTE NA CADEIA: Morre na cadeia de Juazeiro do Norte acusado de matar radialista por conta de uma dose de cana

Alisson foi preso terça-feira momentos após matar Francisco no bairro Frei Damião (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O detento Alisson Rudhar da Silva Santos, de 26 anos, que residia na Rua Maria Matos (Bairro Frei Damião) em Juazeiro do Norte, morreu por volta das 14 horas desta sexta-feira no interior da cadeia pública denominada “Tourinho”. Ele foi preso na tarde da última terça-feira (22) momentos após matar o radialista Francisco de Assis da Silva, de 23 anos, com uma facada no coração.

Segundo informações colhidas pela reportagem do Site Miséria, Alisson teria passado mal nesta quinta-feira e foi socorrido ao Hospital Regional do Cariri e retornou ao cárcere após ser medicado. Hoje voltou a passar mal e terminou falecendo o que, supostamente, seria uma morte natural. Nesse caso, o corpo teria que ser levado ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO) em Barbalha, a fim de identificar a causa da morte. Entretanto, foi recolhido para ser necropsiado na Perícia Forense de Juazeiro.

Existem informações que a reportagem não conseguiu confirmar sobre supostos hematomas o que só será devidamente esclarecido após o exame cadavérico. O Auto de Prisão em Flagrante (APF) foi feito na 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil na terça-feira e protocolado no dia seguinte junto à 1ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro. Ainda na quarta-feira, Alisson terminou recambiado à cadeia pública, passou mal na quinta e morreu na sexta.

Na tarde da última terça-feira ele chegou ao Bar da Irene que funciona na Rua Manoel Tavares Lopes, 407 (Frei Damião), quando pediu uma dose de aguardente. O freguês foi atendido pelo filho da proprietária no caso Francisco de Assis, mas o cliente não tinha dinheiro para pagar no que o radialista reclamou surgindo uma discussão entre ambos. Alisson sacou uma faca e desfechou o golpe quando saiu correndo.

Mesmo derramando bastante sangue, a vítima recorreu a um tio que tratou de socorrê-lo imediatamente ao Hospital Regional do Cariri, mas não resistiu à gravidade do ferimento. Já o acusado foi preso pouco tempo depois por uma equipe da Força Tática (FT) num imóvel na Rua Maria Matos. Se o exame cadavérico apontar homicídio por espancamento, será o oitavo do mês de maio em Juazeiro e o 32º do ano no município.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Nenhum comentário: