ÚLTIMAS NOTÍCIAS

sexta-feira, 25 de maio de 2018

CARIRI: Ação conjunta da Polícia Civil do Ceará e de Goiás resulta na prisão de trio suspeito de praticar homicídio em Aurora

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) juntamente com a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) prendeu nessa quinta-feira (24), trio criminoso responsável pela autoria do homicídio de Ariclebio José Feitosa (19), sem antecedentes criminais. Um dos infratores foi preso no Estado de Goiás e os outros dois suspeitos foram detidos no município de Aurora – Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19).

As investigações foram iniciadas pela Polícia Civil do Município de Aurora, logo após o crime. Quando as informações apontaram que um dos suspeitos estaria se escondendo em Goiás, a Polícia de Goiás entrou no caso e passou a trabalhar em conjunto com a Polícia Civil do Ceará.

Mediante o trabalho investigativo das policias civis do Ceará e de Goiás, foi possível localizar os suspeitos. O investigado Denílson Diniz Araújo (22), sem antecedentes, foi preso na cidade de Itaberaí no Estado de Goiás. Os outros dois participantes do crime, Cícero Aprígio de Oliveira (23), sem passagem pela Polícia, e Iranilton Dias de Oliveira (31), com antecedentes por receptação foram presos no município de Mauriti.

A prisão dos suspeitos foi determinada pelo juiz da comarca do município de Barro. O bando infrator foi autuado por homicídio qualificado e conduzido para a Delegacia Municipal de Aurora que está responsável pelo caso.

Relembre o caso

A vítima teria tido uma discussão com os suspeitos, que movidos por motivo fútil planejaram sua morte. No dia 04 de julho de 2016, ele foi chamado por Denílson, Cícero e Iranilton para um encontro no Sítio Trapia, na Zona Rural de Barro. Ao chegar ao local, Ariclebio foi alvejado pelos criminosos e veio a óbito no local. O corpo somente foi encontrado já em estado de decomposição no dia 07 de julho de 2016. Os levantamentos da investigação deram conta que a vítima era amiga dos autores do crime e por conta de um desentendimento em relação a um aparelho celular resolveram matá-lo.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário: