ÚLTIMAS NOTÍCIAS

quarta-feira, 23 de maio de 2018

ARACATI: Polícia investiga caso de menino que morde meninas em escola de Aracati

Cerca de 20 meninas foram mordidas. O caso foi registrado em um colégio em Aracati, no Ceará. A direção informou a ocorrência é “um fato isolado”

O caso aconteceu nesta segunda em uma escola na cidade de Aracati (FOTO: Reprodução/ Google Maps)

A Polícia investiga o caso de um jovem, de 16 anos, que mordeu cerca de 20 meninas em uma escola em Aracati, litoral leste do Ceará.

O ato ocorreu nas dependências do Colégio Marista na cidade, durante um evento de jogos, na segunda-feira (21). O motivo seria uma aposta que valeria uma garrafa de bebida alcoólica.

Em nota, o Colégio Marista de Aracati informou que todas as providências necessárias foram tomadas diante do caso e esclareceu que este é um fato isolado.

“Uma aluna vítima de uma mordida procurou a coordenação e relatou o acontecido. Rapidamente, a direção tomou conhecimento das outras vítimas e entrou em contato com o Conselho Tutelar, que recomendou que a escola procurasse a delegacia local para registrar o Boletim de Ocorrência”, diz a nota.

O colégio ainda manifestou seu posicionamento contra qualquer tipo de agressão e informou que adota políticas institucionais de proteção à criança e ao adolescente no espaço educativo.

A Delegacia Regional de Aracati (10ª região) afirmou que o caso ainda está sendo investigado. A polícia ainda não soube calcular a quantidade de vítimas das mordidas. 

Confira nota:

O Colégio Marista de Aracati esclarece que tomou todas as providências necessárias diante do caso do jovem de 16 anos, estudante de outra escola e convidado por uma aluna, que mordeu cerca de 20 meninas nos Jogos Maristas, na tarde de segunda (21).

Os alunos do Ensino Fundamental II, amigos e familiares estavam reunidos na quadra, no turno da tarde, participando das atividades, quando os episódios aconteceram. Esclarecemos que este é um fato isolado, e que o Colégio manifesta seu posicionamento contra qualquer tipo de agressão adota políticas institucionais de proteção à criança e ao adolescente no espaço educativo.

No final do evento, uma aluna vítima de uma mordida procurou a coordenação e relatou o acontecido. Rapidamente, a direção tomou conhecimento das outras vítimas e entrou em contato com o Conselho Tutelar, que recomendou que a escola procurasse a delegacia local para registrar o Boletim de Ocorrência. Hoje a direção convocou uma reunião com os pais das estudantes, para esclarecer o ocorrido e para prestar demais orientações. Sobre os jogos, eles seguem até sexta-feira (25), e os portões estarão abertos apenas para os alunos do Ensino Fundamental II.

Fonte: Tribuna do Ceará

Nenhum comentário: