ÚLTIMAS NOTÍCIAS

segunda-feira, 14 de maio de 2018

SERTÃO CENTRAL: Criminosos tocam o terror em acampamento do MST em Quixeramobim; houve tiroteio e barracas incendiadas


Barracas incendiadadas.
(Foto: Quixeramobim Agora)

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Quixeramobim divulgou nota em repúdio a um ataque realizado contra um acampamento do movimento na cidade. O caso aconteceu na sexta-feira, 11.
Conforme a nota, por volta das 23h, “três homens fortemente armados invadiram o acampamento Joel do Nascimento que fica localizado na Fazenda Serrote, no Distrito de Passagem. As famílias viveram momentos de muita tensão”. Na ocasião, foram efetuados diversos disparos, como também, os criminosos atearam fogo em cinco barracas.
Apesar do ocorrido, ninguém ficou ferido. Contudo, de acordo com os moradores do acampamento, o trio prometeu voltar para “terminar o serviço”.
Durante o evento de implantação do BPRaio e sistema de videomonitoramento, a coordenação do MST cobrou investigações para que os culpados sejam presos, além disso, os representantes do Movimento informaram que as famílias irão permanecer na área até que “se torne um assentamento de reforma agrária”. (Fonte: Repórter Ceará/Quixeramobim Agora)
Confira a nota do MST na íntegra:
O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) vem a público repudiar a violência sofrida pelas famílias do Acampamento Joel do Nascimento em Quixeramobim.
Ontem, por volta das 11:00 da noite, três homens fortemente armados invadiram o acampamento Joel do Nascimento, que fica localizado na Fazenda Serrote, Distrito de Passagem. As famílias viveram momentos de muita tensão, além de disparar vários tiros eles atearam fogo em 05 barracas. Ninguém ficou ferido, mas, de acordo com informação das famílias, eles prometeram voltar para “terminar o serviço”.
A ocupação foi iniciada dia 10 de abril por aproximadamente 80 famílias para exigir do Governo Federal a desapropriação da área para fins de Reforma Agrária e até então havia um processo de negociação com a proprietária.
Hoje, no evento de recepção do batalhão do raio com a presença do governador do Ceará Camilo Santana – PT, a coordenação do MST em Quixeramobim cobrou a investigação e a punição dos culpados, e afirmou que as famílias vão permanecer na área até que se torne um assentamento de reforma agrária.
Fonte: Diário de Quixadá © 2018

Nenhum comentário: