ÚLTIMAS NOTÍCIAS

segunda-feira, 25 de junho de 2018

CASOS RAROS: Nove municípios do Ceará não registraram homicídios contra adolescentes nos últimos 17 anos

Em contrapartida, as 175 cidades restantes somam 9.511 assassinatos contra adolescentes no mesmo período. No ano passado, o Ceará bateu recorde de assassinatos

Por Daniel Rocha 

Guaramiranga é uma das cidades que não registraram homicídios contra adolescentes nos últimos 17 anos
Guaramiranga é uma das cidades que não registraram homicídios contra adolescentes nos últimos 17 anos (FOTO: Reprodução/Google Street)

Nove municípios no Ceará não registraram homicídios contra adolescentes de 10 a 19 anos nos últimos 17 anos. Em um Estado com 184 municípios, as cidades se tornam exceção e chamam atenção para o cuidado com crianças e adolescentes. Os dados são do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, repassados pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (SESA).

> Leia Mais: Homicídios contra adolescentes no Ceará cresceram 500% em 17 anos

As cidades são: Palhano (Vale do Jaguaribe), Guaramiranga (Maciço do Baturité), Potiretama (Vale do Jaguaribe), Pires Ferreira (Região Norte), Moraújo (Região Norte), Senador Sá (Sertão de Sobral), Chaval (Litoral Norte), Umari (Centro Sul) e Granjeiro (Cariri).

Em comum, os 9 municípios possuem uma população abaixo de 10 mil habitantes de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em contrapartida, as 175 cidades restantes somam 9.511 assassinatos contra adolescentes no mesmo período. No ano passado, o Ceará bateu recorde de assassinatos em toda história do Estado, com mais de 5 mil homicídios.

Análise
Para o coordenador do Fundo das Nações Unidas (Unicef), Rui Aguiar, a falta de registro deve-se ao baixo número populacional. Ao comparar os registros de homicídios com os dados do SIM e do IBGE, Rui pontua que, na medida em que cresce a população, aumenta o risco de adolescentes serem vítimas de assassinatos no Ceará.


Por Tribuna do Ceará

Nenhum comentário: