ÚLTIMAS NOTÍCIAS

terça-feira, 14 de agosto de 2018

VIOLÊNCIA URBANA: Bandidos do Ceará tem armas de guerra que podem derrubar aviões e destruir carros blindados


Armas como esta têm alto poder destrutivo e letal, sendo de uso privativo das Forças Armadas


Armas de guerra, com altíssimo poder de destruição e letalidade estão nas mãos de bandidos comuns na Capital e no interior do Ceará. Esta é a trágica conclusão a que chegaram as autoridades da Segurança Pública após a prisão de três assaltantes de bancos e carros-fortes no Vale do Jaguaribe. Em poder dos criminosos a Polícia Civil, apreendeu dois fuzis de calibre Ponto 50 (.50), capazes de destruir aeronaves de pequeno e médico porte como aviões e helicópteros.

Como se já não bastasse a profusão de fuzis, metralhadoras e submetralhadoras nas mãos dos criminosos, além de pistolas de todos os tipos e calibres, bandidos que atuam no Ceará em ataques a bancos e carros-fortes utilizam armamento de uso restrito em exércitos e outras corporações das forças armadas no mundo. São fuzis e metralhadoras capazes de estraçalhar a blindagem dobrada dos carros-fortes ou destruir por completo, em poucos segundos, um prédio inteiro.

Na Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) do Ceará estão dois fuzis deste calibre, apreendidos em poder de três criminosos de altíssima periculosidade que vinham comandando os ataques à instituições financeiras no estado. Antônio Carlos de Sousa, Erismar Mariz de Oliveira, o “Camilo”; e Manoel Alves Abelardo foram presos depois de cinco meses de investigações da DRF no interior. O raio de ação dos bandidos ia de Aracati, no Litoral Leste do estado, à cidades como Morada Nova.

Criminosos

A origem do armamento de guerra encontrado com os criminosos cearenses será motivo de uma investigação à parte pela Polícia do Ceará. Os artefatos estavam em poder dos assaltantes há meses e não se sabe, ainda, se foram usados nos recentes assaltos a bancos e nos ataques a carros-fortes registrados nos últimos dois meses na BR-304, divisa do Ceará com o Rio Grande do Norte.


Conforme foi dito pelas autoridades, a quadrilha comandada por “Camilo”, um “velho” bandido que já teve envolvimento com crimes de pistolagem e seqüestros, pode ter sido a responsável pelos roubos de milhões de reais as investidas contra os carros-fortes no Ceará, pois, além do armamento, com o trio foi apreendida uma vasta quantidade de explosivos, bem como, coletes à prova de balas e uma expressiva quantidade de munição de alto impacto.


Os fuzis e metralhadoras de calibre .50 – de enorme capacidade destrutiva – são capazes de colocar fora de ação um blindado leve, como os que transportam valores.

Dois fuzis de calibre Ponto 50 (.50) foram apreendidos em Morada Nova durante operação da DRF


[Matéria do Jornalista Fernando Ribeiro]

Nenhum comentário: